quarta-feira, 16 de janeiro de 2019

Meus pincéis de maquiagem

Olá gente, tudo bem?

Sempre gostei de me maquiar, mas nunca soube ao certo quais pincéis deveria comprar - além de achá-los muito caros! Por isso, sempre me maquiei com os dedos e usava no máximo um pincel para blush (desses que já vem na embalagem dele, kkk). No entanto, várias marcas lançaram pincéis super baratinhos e resolvi comprar para testar e melhorar o resultado da minha maquiagem.

Todos que escolhi - ao todo são 12, incluindo uma esponja - possuem cerdas sintéticas, são cruelty free, e pertencem a marcas variadas (Ricca, Ruby Rose, Macrilan, Quem disse berenice e Miss Frandy). ^^


De todas as marcas, a única que coloca a informação de que é cruelty free na embalagem é a Ruby Rose, embora todas sejam:


Vou falar sobre cada um separadamente:

1. Pincel para base - Ruby Rose: Flat Kabuki F80


Uso para aplicar BB cream e base líquida. Amei e achei super fácil e prático aplicar produtos líquidos com ele. Possui um ótimo tamanho e consigo até aplicar nos cantinhos do rosto. As cerdas são macias, densas e firmes, e não ficam caindo. 
Preço: R$18,90.

2. Esponja - Belliz Ricca: Make up Perfect


Uso para aplicar corretivo (e as vezes pó) e amo. Dá pra usar dando batidinhas de leve e encaixa bem na área das olheiras. Lembrando que o resultado fica melhor e mais natural usando ela levemente úmida. Acho ela super macia (embora nunca tenha usado outras para comparar) e prática.
Preço: R$22,00

3. Pincel para pó - Macrilan: ECO-1


Uso mais para espalhar o pó do que para aplicar (acho ele muito grande para isso, por isso gosto mais da esponja para aplicar o pó e apenas venho com este pincel para distribuí-lo na pele). Muito macio e, por ser grande, espalha bem o produto.
Preço: R$18,50

4. Pincel para blush/contorno/bronzer - Macrilan: ECO-2 / Quem disse, berenice: Blush



Adoro pincéis chanfrados para blush/contorno, porque encaixam bem nas maçãs do rosto. O da Macrilan é mais macio e flexível, enquanto o da Quem disse, berenice é mais firme e possui mais cerdas. Como gosto de espalhar bem estes produtos para não ficarem marcados, prefiro o da Macrilan, mas ambos são muito bons.
Preço: Macrilan (R$14,00) e Quem disse, berenice (R$37,90, mas comprei na promoção por R$15,00)

5. Pincel para iluminador - Ruby Rose: F35


Esse pincel é lindo! kkkk. Ainda não tive a oportunidade de usá-lo muito (o iluminador que mais uso é o Flexitarian, da Colourpop, e ele possui a textura meio cremosa, o que dispensa o uso de pincel), mas já deu pra perceber que ele é macio e possui um bom tamanho para aplicar iluminador, principalmente acima do contorno. Em áreas menores (como abaixo das sobrancelhas ou nariz) talvez ele não seja muito apropriado por ser um pouco grande.
Preço: R$11,90

6. Pincel para sobrancelhas/cílios - Macrilan: C12


Comprei este para poder pentear as sobrancelhas e preenchê-las. Ele possui a ponta chanfrada bem fininha, mas achei que pega pouca sombra e torna o preenchimento mais difícil - não gostei muito. Mas me serviu bem por ter a escovinha e ainda pode ser usado para aplicar delineador.
Preço: R$6,90

7. Pincéis para olhos - Macrilan: A10, A11 / Ruby Rose: E40 / Miss Frandy / Sem marca






Na dúvida sobre quais pincéis de olhos comprar, acabei optando por vários. Precisava de alguns para esfumar a sombra no côncavo e, para isso, escolhi o A10, A11 e E40 (bom que fica um pra cada cor, rs), que são super macios. 
Para aplicar sombras com brilho, gosto mais de pincéis com esponja nas pontas e uso esse sem marca que veio em uma paleta antiga minha - acho que eles fixam melhor esse tipo de sombra, e ainda permitem fazer um ponto de luz no cantinho interno dos olhos. 
Já o pincel da Miss Frandy é ótimo para pequenas áreas, como escurecer o côncavo ou esfumar o lápis na pálpebra superior - ele é gordinho e firme.
Preço: Macrilan (R$10,90 cada), Ruby Rose (R$6,90), Miss Frandy (R$7,90)


Esses são todos os que tenho - está bem longe de ser um kit super completo, mas só comprei os que eu achava essenciais para meu uso pessoal. Lembrando que, para higienizá-los, basta molhar, aplicar um sabão neutro, enxaguar e deixar secar naturalmente. Tendo cuidado, tenho certeza de que durarão muito. 

Estou adorando usar pincéis e não sujar meus dedos - até porque usando os dedos eu acabava me sujando toda, kkkk! :)

sábado, 5 de janeiro de 2019

Unha da semana: Merengue Suíço, Coleção Lollipop - Impala

Olá gente, tudo bem?

Hoje vim falar sobre um dos meus esmaltes preferidos do momento: o Merengue Suíço, da coleção Lollipop, da marca Impala. Comprei ele nas Lojas Rede por R$4,99, e foi amor à primeira vista.


Ele possui um tom de verde água maravilhoso - o famoso azul turquesa, uma das minhas cores favoritas da vida! Ele tem um toque de neon, por isso é um pouco chamativo - mas, pro meu gosto, super usável.

Além de achar esse esmalte lindo e super alto astral, fica perfeito nas unhas (na foto usei 2 camadas)! Sua aplicação é fácil, a duração é mara, e os esmaltes da marca são cruelty free

Perfeito! Super aprovado!!! ^^

sábado, 29 de dezembro de 2018

Leituras de dezembro - 2018

Olá gente, tudo bem?

Mês de dezembro acabando e finalizei a leitura de mais cinco livros, sendo dois de romance/comédia romântica e três de romance policial/suspense.

Estou super feliz porque consegui aumentar muito a quantidade de livros lidos este ano (geralmente lia 15 livros ao ano e consegui subir para 53 em 2018!!!) e também finalizar toda a série de livros Rizzoli e Isles, da autora Tess Gerritsen - já havia lido alguns fora de ordem, mas este ano tinha a meta de ler todos os que faltaram, em ordem, e tudo fez mais sentido, kkkk - recomendo com certeza!


1. Samantha Sweet, Executiva do Lar - Sophie Kinsella


O primeiro escolhido do mês foi Samantha Sweet, Executiva do Lar, da autora Sophie Kinsella. Estou amando os livros dela, que são muito divertidos, e resolvi pegar mais este no Kindle Unlimited.

Samantha é uma advogada em plena ascensão em uma famosa firma de advocacia e vive para o trabalho. Porém, quando está para realizar seu maior sonho, que é se tornar sócia na firma, percebe que cometeu um grande erro - provavelmente devido à sua falta de organização. Sem conseguir revelar seu erro, ela sai sem rumo, pega um trem, e desce em uma estação sem saber aonde se encontra. Ao bater em uma casa aleatória, é recebida pela dona, que acredita que ela seja uma possível candidata ao cargo de empregada doméstica. Com medo de voltar pra sua vida, ela acaba entrando no papel (sem saber nada do serviço doméstico), e isso fica muito melhor quando ela conhece alguém especial. 

Eu simplesmente amei o livro, tanto que o li em apenas 1 dia, morrendo de rir. Samantha é muito engraçada e desastrada - até me lembrou das minhas experiências na cozinha, kkkk. Os personagens possuem muito carisma (exceto a sobrinha chata!), e é exatamente como os outros livros da autora: situações totalmente inesperadas e sem nexo, mas com muito humor e romance (que até são previsíveis, mas muito divertidos). O final é meio enrolado, por isso eu gostaria muito de uma continuação.

Número de páginas: 384

Nota: 5/5 (Amei! Me diverti muito lendo!)



2. Somos Apenas Amigos - L. C. Almeida


O segundo escolhido foi Somos Apenas Amigos, da autora L. C. Almeida. Como estava listado como um dos e-books mais vendidos da Amazon, acabei pegando ele no Kindle Unlimited.  

Olívia é escritora e super fã do astro do rock canadense Ethan Carter. No aeroporto ela salva sua guitarra e depois acaba encontrando ele na academia do hotel no qual esta hospedada. Algum tempo depois ele aparece em seu quarto e eles acabam virando amigos. Ela é convidada a participar de suas turnês, mas impõe a condição de serem apenas amigos, apesar de se sentir atraída por ele. 

Sinceramente não achei que é o meu tipo de livro. Primeiro que o enredo é meio clichê, fantasioso e previsível. Os capítulos são alternados entre Olivia e Ethan e mais da metade do livro é um tecendo elogios ao outro (o que achei bem cansativo) ou letras de músicas. Os demais personagens não possuem grande participação ou carisma, o enredo não apresenta um clímax - é bem parado -, e o final foi super corrido.

Número de páginas: 289

Nota: 3/5 (Achei bem mediano... faltou um pouco de conteúdo)



3. A Primavera dos Sorrisos Macabros - Miller Britto


O terceiro escolhido foi "A Primavera dos Sorrisos Macabros", do autor Miller Britto. Já havia lido o primeiro livro da série "O Inverno dos Escritores Mortos" e, como gostei, comprei este também, na Leitura (R$35,90).

O Detetive Fred Borzagli está doente e vive atormentado pelo que ocorreu ao final do primeiro livro. Romero, que agora se tornou um "amigo", oferece a ele um tratamento de saúde nos EUA, para o qual ele vai. Então, ao visitar o diretor de um hospital psiquiátrico vizinho para tirar uma dúvida, acaba ficando preso lá por conta de uma forte tempestade. Os trabalhadores e os pacientes do hospital estão passando por diversas situações e problemas pessoais e, durante a tempestade, pessoas começam a ser assassinadas e todos se tornam suspeitos. Fred, ao pesquisar sobre o passado, descobre que neste hospital ocorreu um massacre há alguns anos, onde um dos pacientes desenhava sorrisos no rosto dos mortos com uma faca, o que está ocorrendo novamente. 

Achei o clima de suspense e o enredo do livro sensacionais. Realmente não conseguia parar de ler... tem todo aquele clima assustador. Porém, o livro é pequeno e achei que algumas partes deveriam ter sido melhor exploradas ou explicadas. A quem interessar esta leitura, recomendo que leia em ordem, pois há várias menções ao primeiro livro.

Número de páginas: 236

Nota: 4/5 (apesar de achar pouco explicativo, é um bom livro).



4. A Garota Silenciosa - Tess Gerritsen


O quarto escolhido foi "A Garota Silenciosa", da autora Tess Gerritsen. Este é o nono livro da série Rizzoli e Isles, e estou lendo todos em sequência. Peguei ele emprestado no Kindle Unlimited. 

Durante um passeio em Chinatown, um garoto encontra uma mão decepada em um beco. Logo, a polícia é acionada e o caso passa a ser investigado pela detetive Rizzoli. Ao encontrar o corpo da mulher sem a mão e pesquisar sobre ela, descobre-se dois endereços no GPS do carro que ela roubou antes de ser assassinada. Um dos endereços pertence a uma academia de artes marciais em Chinatown, que pertence a Iris Fang - imigrante chinesa cujo marido, que era garçom, foi morto há alguns anos no restaurante que trabalhava, após o dono ter aparentemente surtado e matado todos que ali estavam, cometendo suicídio em seguida. Porém, ao investigar esse massacre do restaurante, novas pistas vêm à tona, mostrando que houve mais acontecimentos que não foram revelados na época. Neste livro, a relação entre Jane e Maura está um pouco estremecida devido a um testemunho da legista contra um policial, e enredo gira mais em torno da investigação.

Quando comecei a ler, não achei que o livro seria tão bom! Ao falar sobre lendas chinesas e de conteúdo sobrenatural, não imaginava toda a reviravolta que aconteceria, apesar de prever algumas coisas. Há o retorno de personagens de outros livros, como Anthony Sansone (de "O Clube Mefisto") e Julian "Rato" (de "Gélido"), por isso, recomendo que os livros sejam lidos em ordem. Enredo muito bem entrelaçado e explicado. Para mim, um dos melhores da série.

Número de páginas: 368

Nota: 5/5 (sensacional!).



5. A Última Vítima - Tess Gerritsen


O quinto escolhido foi "A Última Vítima", da autora Tess Gerritsen. Estava lendo cada um dos livros da série Rizzoli e Isles em um mês, mas com o final do ano, decidi antecipar a leitura deste, finalizando toda a série, que é constituída por 12 livros - este é o décimo, mas já havia lido o 11º e o 12º fora de ordem. Peguei o mesmo emprestado no Kindle Unlimited. 

Teddy Clock, um garoto de 14 anos tem sua família adotiva toda assassinada e o caso fica a cargo da polícia de Boston. O detetive Crowe é o responsável pela investigação, juntamente com Rizzoli, Frost, Moore e a legista Maura Isles. Ao investigar Teddy, Rizzoli descobre que ele era órfão justamente porque sua família biológica também havia sido assassinada em uma explosão que ocorreu no barco em que moravam, ou seja, ele sobreviveu duas vezes. Maura, que foi visitar Julian "Rato" em sua escola, acaba descobrindo outras crianças com o passado semelhante ao de Teddy, que também é levado para esta escola, extremamente segura e isolada no meio da floresta. Como todos os casos são parecidos, cabe a Rizzoli investigar qual a ligação entre eles, além de protegê-los do assassino.
O livro, como todos os outros, possui muita ação e, apesar de ser bom, não está entre os meus preferidos da série. A história é meio enrolada - principalmente o final -, e achei que faltaram algumas explicações, embora tenha amado o "CSI: Ensino Médio", kkkk. Personagens de outros livros, como Anthony Sansone, Julian "Rato", Lily retornam, e há várias menções a acontecimentos ocorridos, por isso ressalto a importância de serem lidos em ordem. Só posso dizer que recomendo todos os livros da série... sem dúvida uma das minhas escritoras preferidas!

Número de páginas: 368

Nota: 4/5 (é bom, mas não está entre os melhores)

PS: a ordem dos livros da série Rizzoli e Isles é a seguinte:
1) O Cirurgião
2) O Dominador
3) O Pecador
4) Dublê de Corpo
5) Desaparecidas
6) O Clube Mefisto
7) Relíquias
8) Gélido
9) A Garota Silenciosa
10) A Última Vítima
11) O Predador
12) Segredo de Sangue

quarta-feira, 19 de dezembro de 2018

Batons Líquidos Matte: Coleção Mariana Saad - Payot

Olá gente, tudo bem?

Hoje vim falar sobre os batons que comprei da coleção da Mariana Saad, para a marca Payot. Olhando eles nas lojas e swatches na internet, achei que a maioria das cores são meio parecidas entre si, então escolhi comprar as que mais gostei ou achei mais diferentes. Minhas escolhas foram o Elegância e o Mulher - optei por um claro e um escuro para ver se havia diferenças de pigmentação. Cada um custou R$25,90 na Riachuelo. 

A embalagem é linda e possui 4ml de produto. Ao usá-los, notei que, como já havia lido, eles realmente não secam completamente. A cor fica matte (opaca), mas dá aquela sensação de lábios um pouco grudentos - após um tempo usando, essa sensação vai diminuindo e o batom fica mais sequinho e confortável. Sua textura é bem líquida e fácil de espalhar. Por possuir uma fórmula diferenciada, ele não craquela e nem resseca os lábios. A pigmentação de ambos é muito boa, cobrindo com uma camada (nenhum ficou manchado) e a duração é legal, embora transfiram um pouco. 

1. Elegância
Tom de nude rosado mais frio, de fundo acinzentado. Foi o primeiro batom da linha dela que me chamou a atenção. Acho chique! Sem dúvidas um tom que eu adoro, mas não é muito democrático - acredito que em alguns tons de pele, pode aparentar ser muito claro ou apagado (no meu tom de pele, só dá pra usar quando estou bem maquiada, senão fico muito pálida).



2. Mulher
Tom de vermelho bem escuro de fundo frio, super diferente. Falei que não compraria mais batons vermelhos, mas não resisti porque este é muito maravilhoso e chique! kkkkk. 


Confesso que gosto de batons mais secos, mas preciso dizer que gostei destes. O único porém que achei foi o fato de que a fórmula mais molhada funciona bem para tons claros (dificilmente eles ficam marcados se borrar um pouquinho), mas para tons mais escuros, como demora pra secar e assentar nos lábios, o risco de borrar e também de sujar os dentes é enorme. Toda vez que vou usar o Mulher, suja os meus dentes, por isso, se for usá-lo para sair, tenho que aplicar ele bem antes, pra dar tempo dele secar e eu não correr esse risco.

Algo importante a ressaltar é que a marca é cruelty free, e esta informação está na embalagem junto com a composição do produto, como mostrado na foto abaixo:
 


terça-feira, 18 de dezembro de 2018

Óleo Multifuncional: Kálice - Inoar

Olá gente, tudo bem?

No começo do ano estava louca atrás de um óleo finalizador bom para os cabelos e, tendo ouvido falar bem sobre o Óleo Premium Multifuncional Kálice, da marca Inoar, aproveitei uma promoção do site Beleza na Web, e o comprei por R$36,00 (100ml).

No geral, gosto dos produtos da marca, que são muito cheirosos e cruelty free (a maioria é vegano também e esta informação está na embalagem). 



Ele vem nessa caixa toda dourada (puro luxo!), e a embalagem é de vidro, com tampa rosqueada, e é enorme (vem muito óleo). 


A embalagem possui a saída de óleo parecida com a de um conta-gotas, evitando desperdício de produto.


Segunda a marca, ele é constituído por 7 óleos vegetais - argan, mirra, macadâmia, ojon, amêndoas doces, jasmim e alecrim -, e pode ser usado no cabelo, no corpo e no rosto. Ele é rico em Vitamina E e possui ação hidratante, nutritiva, reparadora, antioxidante, suavizante, protetora e emoliente, com toque leve.

Ele pode ser usado de várias maneiras: no cabelo, pode ser usado para fazer umectação antes da lavagem, pode ser adicionado ao shampoo, condicionador, máscara ou como óleo finalizador; já na pele, pode ser aplicado sozinho ou adicionado a cremes corporais ou faciais.

Ao comprá-lo, não sabia que ele podia ser usado de tantas maneiras. Ele é bem líquido (parece água) e tem cheiro de perfume, um pouco forte pro meu gosto.

Ao aplicar nos fios como finalizador (que era o meu objetivo ao comprá-lo) achei que ele pesa bastante, deixando os fios com a aparência de molhados. Portanto, não gostei! Caso queira usar desta maneira, aconselho aplicar no máximo 3 gotas e ir dosando aos poucos.

Abaixo, coloquei uma foto com o cabelo limpo antes de usá-lo e outra foto após aplicá-lo (notem como ele pesa nos meus fios, que são finos, mesmo usando pouca quantidade):


Quanto a usá-lo na pele até acho válido, embora eu tenha considerado o cheiro meio forte pra isso - não é ruim, mas lembra perfume e pode incomodar. Ele é bem líquido, possui boa espalhabilidade, e acaba secando após um tempo depois de aplicado, deixando a pele hidratada e até bonita. Também já utilizei como demaquilante e serviu bem ao propósito, deixando a pele limpa e macia. Coloquei uma foto da pele do rosto após o óleo ter secado completamente:


O jeito que mais gostei de utilizá-lo é aplicar massageando a região das olheiras antes de usar o corretivo, para evitar que ele craquele. No corpo não cheguei a usar, somente no rosto, mas preciso dizer que o cheiro me incomodou.

Enfim, é um produto com uma boa proposta e grande aplicabilidade, com ótimo rendimento, mas acabo não utilizando porque não gosto do resultado no cabelo e sou sensível ao cheiro quando aplicado na pele. Por isso, não compraria novamente.

Abaixo, uma foto de sua composição: